01/07/2009

Portugueses, submissos ou inteligentes?

Posted in Conversas de café às 13:42 por ideiasdelirantes

Estava hoje no café a estudar quando ouço um grupo de alemães e portugueses a falarem alemão na perfeição.

Bem sei que aqui em Telheiras temos o colégio Alemão mas mesmo assim…

Tanto Espanhóis, como Alemães como Franceses não falam tantas línguas como nós e com tão pouca pronúncia portuguesa.

Tanto uns como outros têm um complexo de superioridade demasiado elevado para se esforçarem, sequer, a falar inglês…

Porque é que, quando vamos a Espanha, por exemplo, falamos “Espanholês” para que nos entendam e eles, cá falam espanhol e nós que os entendamos? Vão-me dizer que não entendem português se fizerem um mínimo de esforço?

Segundo sei, tanto na Alemanha como em França se recusam a falar inglês e quem vá lá que se “amanhe” e aprenda o básico da língua, se não tá bem lixado…é que mesmo em sítios turísticos é difícil que se fale inglês e, atenção que foram pessoas dos próprios países que, pura e simplesmente, me disseram que não se fala inglês porque não querem.

Nestes países, pelo menos em França e Espanha, sei que tudo é dobrado para as suas línguas, sendo que não entendem nada de inglês mas nós, que desde pequenos que ouvimos falar inglês em tudo quanto é sítio, temos um ouvido bastante mais apurado para línguas.

E penso que é verdade, o português, se quiser, aprende qualquer língua porque sabe que ninguém fala português sem ser nos PALOPS, portanto tem mesmo que se desenrascar…

Será isso sermos submissos, pelo menos em relação aos turistas que cá vêm ou sermos inteligentes e abrirmo-nos mais ao mundo?

Penso que tem um pouco dos dois, porque segundo ouço, no Algarve, quem é “discriminado” são os portugueses e não os outros…

Ora vamos lá ver os límites do razoável…

22/06/2009

Conversa de café

Posted in Conversas de café às 13:03 por ideiasdelirantes

Às vezes tenho destas conversas parvas, conversas parvas que, quando damos por nós tem alguma coisa de sério no seu tom.

A de hoje foi acerca do pedido num café/restaurante de mulheres e homens, juntos na mesma mesa:

Está um homem e uma mulher que pede um café e um descafeinado, o  empregado leva o café para quem (sem saber quem pediu o quê)? café: homem, descafeinado: mulher (mesmo que seja ao contrário).

O homem e a mulher pedem uma coca-cola e uma cerveja: o empregado mete cada um em que lugar?A coca-cola na mulher e a cerveja no homem (mesmo que seja ao contrário);

Uma caneca de cerveja e uma imperial: Caneca- homem, imperial-mulher.

Um whiskey e um baileys: whiskey-homem, baileys-mulher.

Uma salada de frango e uma de atum: frango-homem, atum-mulher.

Um shot de vodka e um vodka laranja: shot-homem, vodka laranja-mulher.

Alguém me ajuda a responder porque é que isto acontece?porque é que, o empregado de mesa se engana (muitas vezes), porque pensa que é óbvio que a caneca da cerveja é para o homem e a imperial para a mulher?

Cá para mim tem a ver com orgulho masculino, o homem gosta de pedir bebidas mais fortes para se armar, a mulher pede bebidas mais doces e comidas mais saudáveis para não engordar.

Realidade ou preconceitos?

Penso que tem um pouco dos dois. (agradeço opiniões!)