22/01/2009

Objectividade da Subjectividade.

Posted in Psicologia às 13:14 por ideiasdelirantes

Tive hoje uma aula daquelas que nos poem a pensar, são raras, é um facto, mas existem.

Falava-se então do significado de ciência, interrogava-se se as ciências exactas seriam mesmo ciência ou apenas um conceito elaborado para serem respeitadas.

Pois, a Psicologia trata das emoções do Ser Humano, uma “coisa” subjectiva e pedem-nos para a objectivar.

Muito bem, para acabar com uma guerra entre Médicos e Psicólogos a Avaliação Qualitativa (atenção que também existe Avaliação Quantitava em Psicologia) tentou encontrar formas para validar as suas análises que são feitas através de Métodos Projectivos (Rorschach, etc…)  e essas formas foram encontradas.

Começaram a gostar mais de nós pois entregamos um relatório com factos precisos. Mas isto é apenas uma ilusão porque esses factos podem muito bem ser alterados por nós.Como se põe em números um sentimento de uma pessoa?será realmente essa a nossa função?

Esse professor admitiu mesmo (corajoso) hoje que essa validação dos métodos qualitativos (que é realmente possível nos quantitativos) surgiram apenas para nos “deixarem em paz” e não nos estarem sempre a “atacar” por falta de objectividade. … Mas o ser humano não é objectivo!

Esta luta entre Objectividade e Subjectividade continuará sempre na Psicologia enquanto existirem pessoas que não compreendam de facto para que serve a Psicologia.E é uma luta desgastante para nós.

Esse professor (para não ferir susceptibilidades), afirmou ainda que hoje em dia, um Psicólogo é capaz de falar com um Neurologista ou um Médico ao mesmo nível porque ao longo do curso temos cadeiras de Biologia, Neurociências, Genética Comportamental.A Psicologia é sim uma ciência mas apenas na forma como uma Investigação é feita, na sua amostra, etc.

Será assim tão difícil de compreender que a subjectividade não pode ser objectiva?

19/12/2008

Schizophrenia

Posted in Psicologia às 14:18 por ideiasdelirantes

esquizofrenia_preview1

Estou, neste momento, a elaborar um trabalho sobre esquizofrenia, no qual descobri que a palavra deriva dos termos gregos schizo (“corte” ou “fenda”) e phrenia (mente); sendo que, esta perturbação psicótica pode então ser entendida como uma divisão das funções mentais, alterando então o normal funcionamento do sujeito.

Esta perturbação é de um diagnóstico bastante complexo pois pode ser facilmente confundida com perturbações associadas, aquando das quais a Perturbação Esquizoafectiva ou até mesmo com a depressão.

No caso da depressão, tanto pode surgir por causa da Esquizofrenia como confundir-se com esta.

Sugiro, portanto, para quem tenha essa necessidade, a leitura dos dois livros de diagnóstico mais utlizados: DSM-IV-TR e o CID10.

Para uma leitura mais geral e para entender melhor esta doença: “Conhecer a doença”, do autor Pedro Afonso, da Climepsi Editores.

Mais tarde, irei colocar um post mais conciso sobre este tema

15/12/2008

Pessoas Malucas

Posted in Psicologia tagged às 09:41 por ideiasdelirantes

O que são pessoas malucas?estando eu em Psicologia, não devia rotular ninguém assim mas, uma coisa vos digo, “que las hay, las hay!”

Este post surgiu porque, na minha querida Universidade existem muitos “malucos”.Quem são esses?são pessoas que vão para Psicologia porque não admitem que precisam de um psicólogo e vão para lá para se compreenderem mas acabam por não se compreenderem nem aos outros porque…não fazem a “ponta de um chavelho!”.

Manipulam os outros, fazem-se de coitadinhos para que o trabalho apareça feito!

Sou pouco tolerante?não, se há pessoas tolerantes eu sou uma delas, mas há casos em que a paciência se esgota.Supostamente já deviamos ter todos cabecinha e assumir a nossa responsabilidade porque a universidade é o nosso local de trabalho, se não nos treinarmos agora, que raio de profissionais é que vamos ser?

para além disso, eu ainda não sou uma profissional, treino para isso e com muito gosto mas não me peçam para ser psicóloga de colegas, é um bocado como os professores se avaliarem uns aos outros!

pois, por vezes sinto a minha sanidade mental a ir pelos ares por causa de pessoas assim, manipuladoras, mesquinhas e, intriguistas!

é, no terceiro ano da Universidade isto ainda existe e parece que, Psicologia é um curso que cativa principalmente estas pessoas!

uma coisa é a incompetência, outra, ainda pior, é a incompetência somada à falta de consciência!

Pessoas malucas não são as que estão internadas nem as que andam num psicólogo ou psiquiatra, são aquelas que não têm noção de que precisam e não admitem que precisam mas depois vão para um curso de Psicologia!

Irónico não?